Quimiweb
Fertilizantes, Adjuvantes & Agroquímicos
soja
saca
contratos
cotação
bushel

Soja: preço sobe em apenas uma praça. Acompanhe a cotação

Canal Rural - Agricultura

Autor

Soja: preço sobe em apenas uma praça. Acompanhe a cotação

O mercado brasileiro de soja teve um dia volátil. No melhor momento de Chicago, houve operações, mas envolvendo pequenos lotes. A movimentação esteve moderada e os preços regionalizados.

– Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos baixou de R$ 170,00 para R$ 169,50

– Região das Missões: a cotação recuou de R$ 169,00 para R$ 168,50

– Porto de Rio Grande: o preço passou de R$ 173,50 para R$ 172,50

– Cascavel (PR): o preço caiu de R$ 168,50 para R$ 168,00 a saca

– Porto de Paranaguá (PR): a saca subiu de R$ 172,00 para R$ 172,50

– Rondonópolis (MT): a saca ficou em R$ 164,00

– Dourados (MS): a cotação permaneceu em R$ 162,00

– Rio Verde (GO): a saca seguiu em R$ 163,00

Chicago e a soja

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais baixos. O dia foi de muita volatilidade. O mercado iniciou pressionado por correção técnica, atingiu a máxima no meio-pregão seguindo o milho e corrigiu na parte da tarde.

O milho se destacou no dia, subindo cerca de 2%, após a divulgação de números indicando forte demanda pelo etanol nos Estados Unidos. O desempenho do cereal arrastou os mercados vizinhos.

Para amanhã, o mercado aguarda o relatório para as exportações semanais dos Estados Unidos. A aposta é de número entre 1,275 milhão e 2 milhões de toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 1,25 centavo de dólar por bushel ou 0,1% a US$ 12,39 1/4 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 12,49 3/4 por bushel, com ganho de 2,25 centavos ou 0,18%.

Soja: fatores impulsionam bushel a voltar para US$ 14. Entenda

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com alta de US$ 4,00 ou 1,22% a US$ 330,90 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 61,42 centavos de dólar, baixa de 0,89 centavo ou 1,42%.

Câmbio

O dólar comercial fechou em R$ 5,5560, com queda de 0,30%. A moeda norte-americana operou em compasso de espera pelo resultado da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que deve divulgar o reajuste na Selic (taxa básica de juros), hoje, às 18h30.


Leia este artigo com uma
conta gratuita.

Já tem uma conta? Faça Login

Relacionados

Dólar alto estimula investimentos no país, diz Paulo Guedes

Dólar alto estimula investimentos no país, diz Paulo Guedes

O ministro Paulo Guedes atribuiu ao clima político e a ruídos externos a alta recente da moeda norte-americana

Por Canal Rural - Agricultura

Plantio de soja no RS está acima da média dos últimos cinco anos

Plantio de soja no RS está acima da média dos últimos cinco anos

Área destinada ao grão no estado é de 6,32 milhões de hectares

Por Canal Rural - Agricultura

Preços da soja estabilizam com valorização do dólar e queda de Chicago

Preços da soja estabilizam com valorização do dólar e queda de Chicago

Comercialização se restringiu a lotes pontuais. Produtor aproveitou a semana para negociar a soja disponível

Por Canal Rural - Agricultura