Foto: Divulgação Evonik

Um dos grandes desafios urbanos, das administrações públicas e da engenharia é a manutenção da qualidade e da durabilidade da pavimentação de ruas e estradas. A Evonik, uma das líderes mundiais em especialidades químicas, desenvolveu um processo patenteado para atender a essa demanda. Trata-se da mistura do aditivo poliolefínico VESTENAMER® ao pó da borracha proveniente de pneus descartados. Ao ser misturado à massa asfáltica, a solução elimina problemas do processo produtivo, facilita a aplicação e garante melhor qualidade do asfalto modificado com borracha.

A inovação beneficia gestores e usuários de vias públicas, bem como o meio ambiente, uma vez que estimula processos de reaproveitamento de materiais. Estima-se que, a cada ano, cerca de 19,3 milhões de toneladas de pneus são descartados no mundo, aproximadamente 450 mil toneladas somente no Brasil. Com o VESTENAMER®, a Evonik contribui para o fechamento do ciclo de uma maneira mais sustentável, reduzindo resíduos, manutenções recorrentes e a emissão de carbono.

APLICAÇÃO NO BRASIL

Os benefícios do VESTENAMER® puderam ser comprovados na prática. Em julho último, o produto foi utilizado para a pavimentação de uma área de aproximadamente 2.500 m² localizada dentro do parque industrial da Evonik em Americana (SP).

VESTENAMER® é produzido na planta da Evonik em Marl, na Alemanha, e esta foi a primeira aplicação no Brasil. O projeto foi desenvolvido em parceria entre o departamento Technology and Infraestructure e as unidades de negócios da Evonik, que têm o objetivo de promover as soluções e tecnologias da empresa em projetos internos, colaborando para o desenvolvimento de novas aplicações em diferentes regiões.

Participaram da obra a NTA Asfaltos, fabricante do ligante modificado com borracha e VESTENAMER®; a Galvani Engenharia, produtora do asfalto modificado com borracha, e a Teixeira Pavimentação Asfáltica, responsável pela aplicação do asfalto.

“Foram utilizados 160 kg do produto. A coordenação técnica com todas as empresas envolvidas exigiu reuniões dedicadas e planejamento para garantir a boa fluidez do asfalto modificado no processamento, bem como controle de temperatura no local de produção do asfalto e deslocamento até a planta da Evonik”, explica Rodrigo Marques, Coordenador de Negócios da área de High Performance Polymers, da Evonik.

Confira o vídeo do case de aplicação do VESTENAMER® em: https://www.youtube.com/watch?v=aleivHEbdhk.